ra-ra-riot-capa.jpgNão sei se alguém já falou do Ra Ra Riot em post anteriores, mas baixei este fim de semana o ótimo EP (capa) dessa banda novaiorquina, o qual estou escutando direto no meu ipod. A dica foi da coluna de resenhas da terceira edição da bacana revista musical pernambucana Coquetel Molotov (do site homônimo), que recebi recentemente de um amigo jornalista do Recife.

O som do sexteto segue a linha do indie americano dos anos 00, com ótimas melodias. Pela formação, que inclui cello e violino, o Ra Ra Riot lembra um pouco o Arcade Fire em algumas faixas, mas tem personalidade própria. A banda sofreu uma grande baixa em junho, com a morte do baterista John Pike, mas segue fazendo shows pelos EUA.

Outro ótimo CD que comecei escutar esta semana foi o de estréia da Vanguart (foto), banda de Cuiabá. O disco está encartado na mais recente edição da revista Outracoisa, aquela do Lobão. Já conhecido do circuito alternativo nacional, o quinteto está escalado para o Tim Festival deste ano, na programação do Rio de Janeiro.

vanguart_2.jpg

O folk predomina no registro, que alterna canções em português e inglês, e uma em espanhol – escute “Cachaça”, “Los Chicos de Ayer” e “The Last Time I Saw You”. No Trama Virtual, estão disponíveis as demos e EP do grupo, que incluem algumas músicas em inglês que lembram Radiohead fase Pablo Honey, muito pelo vocal de Helio Flanders, também compositor principal do grupo.

A Vanguart é mais uma das várias bandas que estão pipocando fora do eixo Rio-São Paulo, reveladas pelo circuito de festivais de música independente. Desses novos nomes, vale uma conferida nos CDs recentes do Los Porongas (do Acre), Charme Chulo (aqui de Curitiba mesmo), Superguidis (do Rio Grande do Sul), Violins (Goiás), Suzana Flag (Pará).

Postado por Rudney Flores.

Anúncios