Fim de semana agitado, muitas festas, grandes festivais no horizonte brazuca, e, graças ao .::musicness::., você vai poder ainda saborear uma penca das músicas mais faladas nesse mundão elctro/indie afora – e que certamente devem soar no soundsystem desses badalados eventos.

Quando pensei em fazer o The Weekend Shuffle Mix, a idéia era apontar e disponibilizar quinzenalmente um bom número de faixas novas para que nossos ilustres leitores pudessem ter um guia legal para garimpar o que achassem mais interessante. Porém, tretas profissionais consumiram o tempo deste blogueiro e, com isso, as músicas foram se acumulando no meu HD à espera de receberem comentários. Sendo assim, esta edição do TWSM será dividida em duas partes um pouco distintas e ainda terá seguimento com outra edição já na próxima semana, para que não que este não se torne um post muito gigante e para que eu não acumule muita coisa cá comigo. Have fun!

Invasão Sueca

The Hives

Semana que vem (dia 17) Curitiba recebe mais uma edição do projeto Invasão Sueca. Love is All, Suburban Kids With Biblical Names e Hello Saferide, tocam no Era Só O Que Faltava.

Logicamente você espera que eu colocaria aqui músicas desse povo, mas como o gigante e imenso reino da Suécia é assustadoramente pródigo em bons lançamentos pop, apresento a vocês a invasão sueca que povoa o meu iPod.

A primeira faixa da coletânea é uma benção, já que vai permitir que os DJs do James possam substituir a batidíssima Hate to Say I Told You So por outra música do The Hives, que é ao mesmo tempo tão sensacional e grudenta quanto a primeira: Tick Tick Boom. Trata-se do primeiro single do disquinho novo que da trupe de Howlin’ Pelle Almqvist depois de uns dois aninhos sem lançar nada, ostentando o nome The black and the White.

Na seqüência, musiquinha bonitinha e fofinha do dueto Club 8, que também está para lançar álbum novo ainda em setembro: The Boy Who Couldn’t Stop Dreaming’ (nossa, 2007 deve ser um ano e tanto para a gigante e imensa indústria fonográfica sueca!). Dica para os marmanjos: experimenta por na vitrola uma faixa da banda como a abaixo – Heaven – quando estiver com segundas intenções com alguma moçoila. É garantido: tiro e queda.

Jens Lekman é o que os suecos consideram um “cantor romântico bizarro”. Sério. O cara mistura influências tão díspares quanto Frank Sinatra e Bryan Ferry com T.Rex, por isso não deve funcionar tão bem no quesito conquista quanto o Club 8. A faixa aí abaixo faz parte do disco Night Falls Over Kortedala, terceiro na carreira do figura.

Fechando o arco sueco deste TWSM, temos a ótima dupla Studio, formada pelos ilustres desconhecidos no mundo real Dan Lissvik e Rasmus Hagg, mas que já causam um certo burburinho via internet (e onde mais?) com o álbum Yearbook 1. Com um synthpop que descende dos mais longínquos primórdios de New Order, eles fazem uma fina releitura do estilo integrando várias referências atuais e outras nem tanto, assim como faz tão bem o Junior Boys, por exemplo. Disco imperdível.

LCD Soundsystem B sides

Os geniais James Murphy e Pat Mahoney estarão se apresentando juntamente com o LCD Soundsystem no Brasil dia 17 de novembro no Eletronika Festival, em Belo Horizonte (??). Antes, se apresentam dia 9 de novembro no Creamfields argentino. Como BH fica muito longe e é um lugar muito quente, o João Anzolin está perto de me convencer a dar um pulo ali ao lado, em Buenos Aires, para ver os caras no festival.

E, ao contrário dos suecos, essa perna da coletânea é mesmo sobre o LCD, mais precisamente dos lados B dos singles do disco Sound Like Silver que a banda lançou no início do ano.

A primeira faixa é a instrumental Hippie Priest Bum-Out, do single de North American Scum, e que fará parte também da coletânea Fabriclive36 – James Murphy and Pat Mahoney. Com um baixo marcante, a música tem um pezinho na disco.

Freak Out/Starry Eyes é do single de All my Friends (aquela que tem cover do Franz Ferdinand). A faixa é uma viagem de quase 13 minutos que vai passeando por diversos gêneros que fazem parte da bagagem do LCD enquanto rola.

Control

E já que tem um monte de gente comentando sobre o filme Control, que relata a curta vida de Ian Curtis, e que estréia no país no Festival de Cinema do Rio de Janeiro, a faixa que encerra a coletânea desta semana é um cover bacanérrimo que o LCD fez para No Love Lost, do Joy Division.

The Weekend Shuffle Mix Vol.II

MP3 – The Hives | Tick Tick Boom
MP3 – Club 8 | Heaven
MP3 – Jens Lekman | The Opposite of Hallelujah
MP3 – Studio | West Side
MP3 – LCD Soundsystem | Hippie Priest Bum-Out
MP3 – LCD Soundsystem | Freak Out/Starry Eyes
MP3 – LCD Soundsystem | No love lost

DICA: se você não conseguir salvar o arquivo clicando com o botão direito do mouse, clica no link e siga as instruções que aparecerem.

Postado por Diogo Dreyer

Anúncios