hallshame1.JPG

Sabe Deus desde quando o homem tem a estranha mania de criar rankings, mas não é muito difícil deduzir que a idéia de classificar coisas segundo as suas qualidades é inata ao ser humano. Há quem diga que a ânsia competitiva não passa de mais uma faceta do capital (!), mas enfim, a verdade é que hoje temos ranking pra tudo, e com a música não poderia ser diferente, mesmo se tratando de um cenário no qual os critérios subejtivos imperam na hora de se dizer o que é bom ou não…

Assim, desde 1997 a revista britânica DJ Mag publica o seu rol dos “100 melhores” DJs do mundo, o famoso “Top 100”. Trata-se de uma “democrática” votação aberta ao público, o que significa, em outras palavras, que na verdade é uma mera lista de popularidade de DJs.

Desde que foi instituído, o Top 100 não traz (quase) nenhuma surpresa, e os 20 primeiros se revezam nesta posição praticamente desde o começo. A verdade é que apesar do ranking praticamente ter caído no ridículo, ele parece ter muita utilidade pra dar aquela mãozinha em carreiras ainda não consolidadas, e afinal de contas ele tem lá sua utilidade como termômetro de popularidade (ainda que não se saiba exatamente em que meio).

A votação dos “Top 100” de 2007 se encerrou no final de setembro, mas o fato mais curioso dessa edição da premiação (já que o resultado não gera nenhuma expectativa) foi que algus DJs foram pegos tentando sabotar a votação.

Os norte-americanos Christopher Lawrence e DJ Dan, os israelenses Flash-Brothers, os chineses Tiesmi e Yutise, além de Erick Junior (?), de Hong-Kong, foram eliminados da votação por indícios de utilização de programas de computador que disparam e-mails em massa. No caso de Lawrence e Dan, a descoberta foi fácil, já que ambos possuem o mesmo assessor de marketing. Curioso é constatar que, em 2006, os norte-americanos ocuparam a 4ª e a 5ª colocação…

O duo Flash-Brothers respondeu à acusação justificando que “família” (Flash “Brothers”) e amigos estavam exagerando nos votos; o chinês Tiesmi confessou ter pago 4.000 Yuans por um software que lhe garantiu 100.000 votos, enquanto seu conterrâneo Yutise respondeu que não possui controle sobre sua legião de fãs.

O resultado desta votação cercada de tamanha credibilidade será anunciado no dia 24 de outubro.

Publicado por João Anzolin

Anúncios