O Carnaval foi o “grand finale” de um período de um pouco mais de um mês de muita festa no litoral catarinense. Deep Dish, Sasha e Booka Shade eram as atrações mais aguardadas na região de Balneário Camboriú, e o blog conferiu todas de perto.

Booka Shade tocou no sábado, 2 de fevereiro, no Green Valley. Pista cheia (mais de 5 mil pessoas), som redondo e só faltava mesmo a dupla aparecer. Depois de um warm-up interminável, o duo alemão finalmente começou a tocar seu live às quatro horas da manhã de domingo. “Mandarine Girl”, “In White Rooms”, e é claro, o momento catarse “Body Language” iam fazendo do live um show empolgadíssimo até que, cinco e quinze em ponto Walter e Arno sumiram do palco com um “I see you next time”. Sem direito à um bis sequer, a pista ficou sem entender nada, com aquela sensação de que meia horinha a mais cairia bem. E faltou tocar “Numbers” também. Mário Fischetti, que se revezou com Ale Reis no warm-up, emendou “Beautiful Life” assim que o Booka Shade foi embora…

Sharam e Dubfire reataram o projeto Deep Dish em duas noites no Warung, domingo e segunda de Carnaval. O que chamou mais atenção na noite de segunda, no entanto, não foi o set em si, mas a pista cantando, em coro, “Ei, Tiësto, vai tomar no…”. O DJ holandês se apresentava no mesmo dia no Green Valley, e dias antes deu uma polêmica entrevista ao jornal Diário Catarinense. Sasha tocou na terça-feira e quase repetiu o feito de 2006, quando fez um set de mais de 10 horas no Warung. Dessa vez o inglês tocou “só” 7 horas.

Abaixo, vídeos de cada uma das noites que estão circulando no YouTube.

Publicado por João Anzolin

Anúncios