Não é a primeira vez e não será a última que um produtor talentoso e conhecido dos ouvidos mais atentos (e curiosos) das pistas e da música eletrônica vai trabalhar com um gigante da música pop – Stuart Price sempre me vêm à cabeça nessas horas como o responsável por um dos melhores álbuns que Madonna já fez.

Mas em tempos em que a dita “EDM” parece só ter buzinas e barulhos a acrescentar para o que se entende por música pop hoje, é um alento ver Jon Hopkins e o Coldplay apresentarem um trabalho sutil, bem elaborado e carregado de emoção. Chatos (invejosos e os militantes do underground  incluídos) dirão que a faixa nem é tão boa e que os fãs da banda inglesa vão torcer o nariz.

Não dê ouvidos pra eles: escute a ótima Midnight como se não importasse quem fez (porque no fim, não importa mesmo) e veja se a boa música eletrônica não dá de goleada na EDM quando se quer fazer música soar bem aos nossos ouvidos: